quarta-feira, julho 06, 2005

Um momento Garden State...

Parece-me que roubei este titulo a algum lado, mas certamente que não vou ser preso por isso...
Estou a ter esse momento agora mesmo, neste momento, sou a única pessoa do mundo inteiro a fazer isto. Sinto-me único, a fazer algo de completamente novo...
Para quem viu o filme percebe isto, para quem ainda não viu não sabe o que perde. O problema é mesmo andar a ver os mesmos filmes, vezes sem conta...

Para ti:

Tentando controlar a alma

Muitas vezes achamos que podemos controlar o amor. E, neste momento, nos surpreendemos fazendo uma pergunta completamente inútil: "será que vale mesmo a pena?"
O amor não respeita esta pergunta.
O amor não se deixa avaliar como uma mercadoria.
Um dos personagens da peça "A Boa Alma de Setzuan", de Bertold Brecht, nos fala da verdadeira entrega:
"Quero estar junto da pessoa que amo.
Não quero saber quanto isto vai me custar.
Não quero saber se isto vai ser bom ou mau para minha vida.
Não quero saber se esta pessoa me ama ou não.
Tudo que preciso, tudo que quero, é estar perto da pessoa que amo."

Terminou o momento Garden State.
Preciso de dizer mais alguma coisa?!

5 Comments:

At 2:30 da tarde, Blogger André Batista said...

bom blogue!

 
At 4:37 da tarde, Blogger nakamura_michiyo said...

esses momentos Garden State sempre servem para encher a alma :) já para não falar de que é mesmo um grande filme! ****

 
At 4:58 da tarde, Blogger Ms Crow said...

De facto ainda não tive a possibilidade de ver, mas tenho bastante curiosidade...

Uma beijufa grande

Ms Crow

 
At 8:34 da tarde, Anonymous elda said...

Oi, tudo bom??Por aqui +- :-(
passei por aqui ao acaso...ando perdida....tenho medo de tar a sentir outra depressao, pois so me apetece desaparecer :-(
minhas lagrimas correm-me a cara ao fazer esse comentario...Desculpa falar isso mas tenho de deitar pa fora

Bj

 
At 12:00 da manhã, Anonymous betania said...

A alma não se controla, não se amarra, ela toma seus rumos e faz suas escolhas. Beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home